Presidente - Luciana de Michelis Mendonça (Brasil)

No passado, trabalhei muito para a SONAFE (Sociedade Nacional Brasileira de Fisioterapia Esportiva). Sou associado desde 2007 e sempre me comprometi a ajudar minha profissão a crescer. Desde então, participei de Comitês Organizadores de 3 Conferências da SONAFE. Além disso, tive 6 anos de dedicação no Conselho Executivo da SONAFE. Fui a primeira presidente feminina da SONAFE (2016-2017), em um país com muitas restrições à participação feminina no esporte e na política. Em 2018-2019 continuei a ajudar a SONAFE no Comitê Internacional sendo o vínculo com as ações relacionadas ao IFSPT, quando começamos a trabalhar nos caminhos brasileiros (para conseguir a RISPT). Além disso, sou professor em uma Universidade Federal no Brasil e desenvolvo pesquisas na área de Fisioterapia Esportiva. Participei das últimas 3 edições da Conferência Mundial sobre Lesões e Doenças no Esporte do COI com apresentações de pôsteres e workshops. Também participei da organização dos serviços de Fisioterapia dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016.

 

presidente@ ifspt.org

 

 

Vice Presidente - Carlo Ramponi (Itália)

Pratiquei esportes a um nível competitivo por quase 15 anos. Na verdade, meu esporte está correndo atrás de meus filhos e de suas necessidades e gerenciando meu centro de reabilitação.

Sou fisioterapeuta interessado em reabilitação esportiva desde minha graduação com ambos os amadores do que com atletas profissionais ou equipe. Meus principais interesses são tratamento de lesões musculares, reabilitação do LCA, reabilitação da instabilidade do ombro. Gosto muito do trabalho como parte da equipe de saúde e pessoal e trabalho em conjunto para seguir os mesmos objetivos. Antes do meu período como membro do IFSPT EB em geral, fui presidente do GISPT (Grupo de SPT italiano) por 6 anos. Quando comecei a trabalhar com o IFSPT, estava realmente entusiasmado por estar na posição de ajudar nossa Comunidade a crescer e melhorar. Eu deveria ser capaz de transferir minha energia positiva pessoal e minhas competências - que coloquei no grupo italiano e antes em 15 anos de organização esportiva ou associativa anterior - no EB.

vice president@ifspt.org

 

 

Tesoureiro - Suzanne Gard (Suíça)
Descobri o IFSPT quando estudei no MSc em fisioterapia esportiva em Bath, tivemos grandes discussões sobre as 11 competências definidas pelo IFSPT e o MSc foi feito sob medida para atendê-las.

Sempre fui muito ativo durante minha carreira para desenvolver o CPD, organizando cursos, conferências, workshops em meu país, mas também internacionalmente. Durante cinco anos lecionei na Universidade para fisioterapeutas no curso de bacharelado e pós-graduação. Viajo com equipes e trabalho no campo em grandes torneios e grandes eventos como os Jogos Olímpicos. Gosto de trabalhar na diretoria de sociedades, como EUSSER, RRMES e agora Sportfisio Swiss, é uma boa maneira de inspirar mudanças e fazer nossa profissão prosperar.

Minhas principais áreas de interesse são a prevenção de lesões, especialmente para jovens atletas, o retorno às estratégias esportivas e a reabilitação de articulações instáveis.

Estou acostumado a organizar congressos, cursos e eventos em nível nacional e internacional e gosto de networking.
Se eu for eleito para fazer parte da EB do IFSPT, eu gostaria de ajudar a desenvolver os caminhos do CPD para acessar o RISPT em diferentes organizações membros, desenvolver a plataforma de aprendizado e os cursos do IFSPT, fortalecer os vínculos com o COI para a saúde dos atletas, impulsionar a prevenção de lesões, especialmente em atletas jovens, para promover uma participação esportiva segura e saudável.

treasurer@ifspt.org

 

Secretário - Chris Napier (Canadá)
Chris Napier se formou no programa de Mestrado em Fisioterapia da Universidade Curtin em 2003. Enquanto esperava seu credenciamento no Canadá, ele começou seu primeiro trabalho de fisioterapia esportiva na equipe de futebol profissional de Vancouver (os Whitecaps). De lá, Chris trabalhou com uma variedade de esportes e habilidades, incluindo basquete, hóquei de campo, esqui alpino e atletismo. Ele fez parte da equipe médica dos Jogos Olímpicos de Pan Am, Commonwealth, Verão e Inverno, assim como de vários Campeonatos Mundiais de Esqui Alpino e Atletismo. Chris começou a voluntariar-se para a Fisioterapia Esportiva do Canadá logo após a graduação, juntando-se ao executivo da seção provincial onde serviu por 10 anos (2005-2015) antes de se juntar ao executivo nacional (2016-2020). Enquanto no executivo nacional, Chris trouxe o Congresso Mundial de Fisioterapia Esportiva para o Canadá, onde foi realizado com sucesso em conjunto com um Congresso Canadense de Fisioterapia Esportiva revitalizado em 2019. Ele obteve seu Diploma de Fisioterapia Esportiva do Canadá em 2007, tornou-se Fisioterapeuta Esportiva Internacional registrado em 2017, e concluiu seu doutorado (Biomecânica e Prevenção de Lesões) em 2018. Atualmente, ele atua como ligação da Fisioterapia Esportiva do Canadá com o IFSPT e preside o Comitê Organizador da Conferência de Fisioterapia Esportiva do Canadá. A experiência de Chris abrange toda a amplitude clínica (da prática privada ao esporte de elite), pesquisa e serviço à comunidade de fisioterapia esportiva.

secretary@ifspt.org

 

Member at Large - Víctor Olivares Ibarra, Chile

De 1990 até hoje, trabalhei como treinador e fisioterapeuta, combinando as duas carreiras como uma abordagem abrangente ao tratar de problemas de saúde esportiva e musculoesquelética por meio de exercícios e treinamento. Desde 1997, tenho meu próprio consultório particular em instalações esportivas.

Com relação à minha experiência em organizações, fui membro da diretoria da Sociedade Chilena de Medicina Esportiva (www.sochmedep.cl) por 10 anos consecutivos (1996-2006), ocupando vários cargos na diretoria. Essa organização é a segunda Sociedade de Medicina Esportiva mais antiga da América Latina e realizou seu 66º Congresso em 2021. A sociedade reúne profissionais de diferentes disciplinas, como médicos, fisioterapeutas, professores de Educação Física, treinadores e nutricionistas, entre outros. Depois de deixar a diretoria da SOCHMEDEP, tive a ideia de criar uma sociedade de fisioterapia esportiva e, em 2008, nasceu a Sociedade Chilena de Fisioterapia no Esporte, SOKIDE (www.sokide.cl). Juntamente com outros 7 fisioterapeutas esportivos, demos forma a esse projeto maravilhoso, e nossa sociedade rapidamente gerou interesse e participação tanto nacionalmente quanto em relações internacionais com sociedades irmãs, como a AKD da Argentina e a SONAFE do Brasil.

boardmember1@ifspt.org

 

Membro em geral - Aleksander Killingmo (Noruega)
Sou membro da diretoria da Organização Norueguesa de Fisioterapeutas Esportivos e o sou desde 2015.

Penso que a IFSPT poderia ser uma organização poderosa que deveria estar em parceria e colaborar com as grandes organizações que organizam competições esportivas (FIFA, COI, IAAF, FIS, etc.), e organizações que estão em funcionamento para cuidar da saúde dos atletas (como a BJSM e suas afiliadas). Penso que o IFSPT deveria ser um consultor central na organização de eventos esportivos, ligas e equipes quanto à necessidade de um fisioterapeuta esportivo e um garantidor da qualidade dos fisioterapeutas esportivos. O nosso objetivo deveria ser o de nos tornarmos uma organização "go to" para todos que precisam de um fisioterapeuta esportivo ou afins. Eu gostaria de dedicar meu trabalho a este objetivo.

boardmember2@ifspt.org

 

Member at Large - Mina Samukawa, Japan

Meu nome é Mina Samukawa, sou vice-presidente da Sociedade Japonesa de Fisioterapia Esportiva e delegada japonesa na IFSPT desde 2019. Depois de participar do 2º Congresso Mundial de Fisioterapia Esportiva em Belfast, fiquei sabendo das excelentes colaborações entre a MO e a IFSPT. Em 2019, tornei-me membro do conselho executivo da Sociedade Japonesa de Fisioterapia Esportiva e, desde então, fiz do desenvolvimento e da melhoria da nossa sociedade uma das minhas principais prioridades.

For the Tokyo 2020 Olympic Games, more than 700 Japanese sports physiotherapists gathered from all over the country despite the tricky Covid-19 situation. We had many wonderful experiences working together to provide physiotherapy services at not only the central polyclinic but also at many of the competition venues. Four years of dedicated preparation was one of the keys to our success. I was deeply involved as an educator for the lead-up workshops, and served as the core physiotherapist of physiotherapy services in the polyclinic during the Olympic games. Watching our physio team gain in confidence as the Games unfolded is an especially poignant memory for me. I have been working as an Associate Professor at Hokkaido University since 2013 and have taught graduate students and sports physiotherapists from a variety of Asian countries.

boardmember3@ifspt.org

 

Member at Large - Derya Ozer Kaya, Turkey

I would like to mention my first personal contribution to the General Meeting (GM) of the Federation. I first joined GM in 2011, which was hold in Amsterdam as a delegate of Turkey. I was impressed by the work of all members, and the great effort they put for preparing the articles of the Federation. In addition, the educational, administrative, membership, marketing, and research issues discussed on the meeting were a visional outline for me. At that time, I had been a volunteer to work on the research team. We could not actively do a lot in the research group, but I came to know many friends. We had good collaborations and hosted many colleagues in Turkey for scientific and social organizations. After the first GM, I, personally, joined the meeting in Bern (2015), Belfast (2017), and Nyborg (2022). The meetings with the implantation of the World Congress of Sports Physical Therapy had been a great way of development. Following the meetings since 2011 and having an idea about how the EB works may be a strength for me. From the first meeting, I have a strong feeling to get a part, and work as an active member for the upcoming years.

Em segundo lugar, gostaria de explicar meu relacionamento com a Association of Turkish Sports Physiotherapists e como nossa associação participou da criação do IFSP. Fui membro (2002 até o presente) e trabalhei como membro executivo da associação.

entre 2003-2019. A Associação Turca de Fisioterapeutas Esportivos tornou-se membro desde o estabelecimento da IFSP. Como membro fundador, a Associação Turca de Fisioterapeutas Esportivos tem um forte relacionamento e confiança com a missão e a visão da Federação. Meus colegas e supervisores (Gul Baltaci e Nevin Ergun), que também trabalhavam como membros da EB, foram um bom modelo para mim. Nos últimos 24 anos, a Association of Turkish Sports Physiotherapists tem sido muito ativa não apenas na Turquia, mas também na Europa, América, Oriente Médio e países do Extremo Oriente, com atividades como congressos, cursos, seminários, workshops, bolsas clínicas e viagens. Essas atividades geraram ótimas relações, colaborações, informações científicas, integração cultural e grande networking. Na área atual, acredito que tudo isso pode ser considerado um grande valor. A Associação e eu temos uma grande vontade de compartilhar nossas experiências. Além disso, acredito que um membro da Turquia pode ajudar a fortalecer o relacionamento entre o leste e o oeste.

Lastly, I would like to mention about my background and skills. I was graduated from Hacettepe University, Health Sciences Faculty, and Department of Physical Therapy & Rehabilitation in 2002. I received my Master's Degree in Sports Physiotherapy in 2004, and Ph.D. degree in 2009 at Hacettepe University, Health Sciences Institute. I got Associate Professorship in October 2013 and Professorship in February 2019. I worked as a research assistant at the Sports Physiotherapy Unit at Hacettepe University between 2002-2011. I have been working at Izmir Katip Celebi University as the founder and the head of the Physiotherapy and Rehabilitation Department since February 2014. Moreover, I have been working as the Dean of the Faculty of Health Sciences since June 2019. I have also been a co-founder of the Physiotherapy and Rehabilitation Research, Application and Innovation Centre. Briefly, I have been working and studying in the Physiotherapy and Rehabilitation area, especially specializing in sports physiotherapy for more than 20 years with the clinic and academic experience, and leading many positions. Sports physiotherapy has always been a growing and wonderful area within the field of physiotherapy, and has always been on top of my scope for learning, teaching, exchanging knowledge, and doing research. I can consider these as strengths. I believe it is worthwhile putting every effort into the development of sports physiotherapy profession. IFSPT puts great international effort and holds a leadership for the development of the profession. Being a member of EB, and sharing experience may be a good collaborative work.

boardmember4@ifspt.org